Arquivo

Posts Tagged ‘felicidade’

Somente Por Amor…

 

Com a reprise de “O Clone”, no Programa “Vale a Pena Ver de Novo”, lembrei-me desta música maravilhosa! Essa frase “somente por amor, a gente põe a mão”, cala no fundo das minhas reflexões, pois somente por amor é que conseguimos transpor barreiras que nos parecem intransponíveis, vencer desafios, distâncias, medos, conflitos… e nosso próprio orgulho.

Se não existir amor, provavelmente vamos colocar os pés pelas mãos. Os pés nos levam até onde as mãos podem tocar, pegar e sentir; isto se nosso coração for despertado por um forte desejo, envolvido no sentimento do amor, para que o corpo possa degustar, usufruir, se alimentar e nutrir-se das vitaminas, proteínas e sais minerais, proporcionados pelo objeto do desejo.

Não colocamos nossas mãos em terreno arenoso, areia movediça, caminho sem destino, barco furado ou mesmo alimento envenenado. Inconscientemente preservamos nossas mãos como algo sagrado do nosso corpo. Antes de colocarmos as mãos, somos despertados pelo olfato e, através dele,  podemos ser atraídos por algum cheiro agradável ou perfume envolvente… mas são nossas mãos que, muitas vezes tem receio de tocar no alimento que exala o cheiro agradável ou na fonte do perfume que nos envolve.

Chegamos perto, mas consciente ou inconscientemente, Somente por amor é que estendemos nossas mãos para que, através do tato, possamos sentir a temperatura, a densidade, a consistência, a aspereza, a maciez, a delicadeza, a beleza, a receptividade, o magnetismo, a pureza, a limpeza, a firmeza, a confiança, a segurança.

Se não houver amor, o melhor é nos afastarmos, para que não venhamos, ao invés de colocarmos as mãos, colocarmos os pés e machucarmos sentimentos de outrem. Porém, se estivermos conscientes de que o amor brotou, se manifestou e aflorou, e existe receptividade para o seu crescimento, então é o momento de vivenciarmos a felicidade que Deus nos proporcionou.

Quando colocamos a mão, é porque o amor conseguiu transpor as barreiras pessoais (físicas, psicológicas e circunstanciais); por fim, quando nos sentimos seguros e confiantes, o amor nos leva também, a ultrapassar os limites sociais!!!

 

Por Sonia Valerio da Costa

Em 17/01/2011

Anúncios

A Lenda do Amor

Era uma vez, o amor…

morava numa casa repleta de estrelas e enfeitada de sol.

Luz não havia na casa do amor, afinal, a luz era o próprio amor.

Certa vez o amor quis construir uma casa mais linda para si.

Então fez a terra, e na terra fez a carne, e na carne soprou a vida e na vida imprimiu a imagem de sua semelhança.

E chamou a vida de homem.

E, dentro do peito do homem, o amor construiu sua casa, pequenina, mas palpitante, inquieta e insatisfeita como o próprio amor.

E o amor foi morar no coração do homem.

E coube todinho lá dentro porque o coração do homem foi feito do infinito.

Uma vez…. o homem ficou com inveja do amor.

Queria para si a casa do amor, só para si.

Queria a felicidade do amor, como se o amor pudesse viver só.

Então o amor foi-se embora do coração do homem.

O homem começou a encher seu coração; encheu-o com todas as riquezas da Terra e ainda ficou vazio.  (Ele sempre tinha fome).

E continuava com o coração vazio.

Uma vez… o homem resolveu repartir seu coração com as criaturas da Terra.

O amor soube…vestiu-se de carne e veio também receber o coração do homem.

Mas o homem reconheceu o amor e o pregou numa cruz.

E continuou a derramar suor para ganhar a comida.

O amor teve uma idéia: Vestiu-se de comida,

se disfarçou de pão e ficou quietinho…

Quando o homem ingeriu a comida, o amor voltou à sua casa,

no coração do homem.

E o coração do homem se encheu de plenitude.

“Bíblia Sagrada” – João 6:53-58

Fonte: Mensagens Angels
Postado por Sonia Valerio da Costa
Em 23/12/2010
 

Blog Artigos & Crônicas

Agradeço a todos os que contribuiram beneficamente para que este Blog completasse um ano na web. Sem leitores, sem comentários, sem divulgação, este Blog não tería ultrapassado os 10 mil acessos com apenas um ano e dois meses de vida.

A todos que acessarem este Blog renovado e com um novo domínio. leve o Selo Comemorativo alusivo ao 1º aniversário que aconteceu em 21/04/2010. Coloque no seu Blog, faça um link-me e nesta parceria vamos continuar divulgando nosso trabalho como Blogueiros do Bem.

Veja no link abaixo os fatos que marcaram o 1º ano deste Blog:

1º Aniversário do Blog Artigos & Crônicas

Meu agradecimento especial para o trabalho realizado pela Empresa Anfibia, que não mediu esforços para fazer acontecer tudo o que idealizei para este Novo Blog.

Recomendo: ANFÍBIA

Sonia Valerio da Costa
Junho/2010